04/08/2017

Vontade não é fome!

Ficar confusa é muito comum ao tentar identificar se é fome realmente! Há sinais físicos quando o corpo pede/necessita de alimento e energia. Estes sinais podem variar de pessoa para pessoas, mas se você der uma tenção especial você saberá diferenciar.



Entre algumas vontades, as mais comuns são:

FOME EMOCIONAL:
Não é específica, mas envolve a necessidade de comer algo gostoso. Parece que mesmo depois de comer não há saciedade! E assim você fica procurando algum alimento que lhe traga algo que na verdade nem você sabe o que é.
"Não era bem isso que eu queria..." ou “nada me satisfaz”.
Se você costuma passar por isso cuidado! Provavelmente o que você precisa não é comida e deve estar relacionado a um componente emocional que precisa de atenção adequada.
Pare, sinta e reflita.
Emoção assumida não vira comida!

FOME SOCIAL:
Envolve apenas o contato com o alimento. Ela surge quando o alimento está disponível, vemos ou sentimos cheiro. Geralmente “no modo automático”, ou seja, sem perceber, de forma inconsciente muitas vezes. É como aquele salgadinho da reunião que está em cima da mesa e acabamos comendo, mesmo que sem fome.
É esta vontadezinha que você sente?
Se sim, será que você precisa realmente comer?! Se possível, não coma, mas, se não for possível, coma uma pequena quantidade, com moderação e atenção ao ato de comer.
Dependendo do alimento você pode dividir a sua porção. Torne a situação consciente e valorize o momento! Nada de sentir-se culpado depois. 🤔💭💭
“Nutri, eu fico comendo durante a reunião inteira. Aquilo fica ali disponível e eu fico comendo e comendo...”

E por que prestar atenção nestas diferenças?
Porque já sabemos que dieta não funciona sozinha. Mudar comportamento e agir diante destas dificuldades vai ajudar você a alcançar seu objetivo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário