18/09/10

Papel das Proteínas

As proteínas desempenham muitas funções essenciais para a saúde e para o desempenho físico. Elas são uma complexa estrutura química que contém carbono, hidrogênio e oxigênio e o nitrogênio. Esses quatro elementos combinam-se em várias estruturas diferentes chamadas aminoácidos. Existem 20 tipos de aminoácidos diferentes no corpo, divididos em:

AMINOÁCIDOS ESSENCIAIS: não são sintetizados pelo corpo - ou não podem ser sintetizados com a rapidez necessária. Os 10 aminoácidos essenciais são: arginina, histidina, *isoleucina, *leucina, lisina, metionina, fenilalanina, treonina, triptofano e *valina.

* BCAA (aminoácidos de cadeia ramificada - valina, isoleucina e leucina)- contribuem para o aumento da resistência física, pois durante as atividades de longa duração são utilizadas pelos músculos para fornecimento de energia. Seu consumo diminui a degradação das proteínas corporais favorecendo a hipertrofia muscular.

AMINOÁCIDOS NÃO-ESSENCIAIS: são tão importantes quanto os essenciais, porém podem ser sintetizados pelo corpo, além de serem fornecidos pelos alimentos. Alguns dos aminoácidos não-essenciais são: alanina, ácido aspártico, cisteína, ácido glutâmico, glutamina, glicina, prolina, serina e tirosina.

AMINOÁCIDO LIMITANTE: aminoácido essencial que está presente em quantidade inferior ao necessário.

Assim definimos o valor biológico de um alimento, que é a quantidade de aminoácidos essenciais que ele pode nos fornecer:

- PROTEÍNA DE ALTO VALOR BIOLÓGICO (PAVB): fornece todos os aminoácidos essenciais, é a proteína completa. São alimentos de origem animal como carnes em geral, aves, peixes, leite e derivados e o ovo (clara);

- PROTEÍNAS DE BAIXO VALOR BIOLÓGICO (PBVB): falta um aminoácido ou mais, é uma proteína incompleta. São alimentos de origem vegetal como a proteína da soja, cereais e leguminosas.

FUNÇÕES:

1- FUNÇÃO ESTRUTURAL: forma os componentes vitais das células, como as proteínas do músculo;

2- FUNÇÃO DE TRANSPORTE: transporta várias substâncias para o sangue, como as lipoproteínas que carregam os triglicerídeos ( gorduras);

3- FUNÇÃO DE ENZIMA: forma quase todas as enzimas do organismo para regular inúmeros processos fisiológicos;

4- FUNÇÃO DE HORMÔNIO E DE NEUROTRANSMISSOR : forma vários hormônios, como a insulina; forma vários neurotransmissores;

5- FUNÇÃO IMUNOLÓGICA: forma componentes importantes do sistema imunológico, ex. anticorpos;

6- FUNÇÃO ENERGÉTICA: é uma fonte de energia para nosso corpo. O excesso de proteína pode ser convertido em glicose ou gordura para depois produzir energia;

7- FUNÇÃO DE MOVIMENTO: fornece movimento quando as proteínas estruturais do músculo usam energia para contração.

Fonte: WILLIAMS, H. Melvin. Nutrição para saúde, condicionamento físico e desempenho esportivo. 5ed. Barueri/ SP, 2002. 500p.

Nenhum comentário:

Postar um comentário